Número de mulheres investindo em criptomoedas dobrou em seis meses: revelou pesquisa no Reino Unido

A London Block Exchange realizou recentemente uma pesquisa de mercado e descobriu que 1 em cada 8 mulheres consideraria investir em uma criptomoedas – quase 13%, em comparação com os 6% no final do ano passado.

A pesquisa também concluiu que esses números aumentam quando se considera apenas a geração do milênio. Entre esta geração, um em cada 5 é provável que 1 invista em moedas digitais. Isso mostra que o número de mulheres envolvidas no mundo das criptomoedas dobrou em apenas seis meses.

Nomes mais experientes da indústria são mulheres

“Ainda há um equívoco comum de que a criptomoeda é um jogo para homens, mas vimos centenas de mulheres se inscreverem para a nossa bolsa nos últimos meses e alguns dos investidores mais inspiradores e experientes, liderando o caminho na indústria, são mulheres“, Disse Agnes de Royere, analista sênior de negócios da London Block Exchange.

Roeyer não é o único a prestar atenção ao seu público feminino. O BlockShow Europe recentemente distinguiu três mulheres líderes no blockchain. Co-fundador e diretor de dados da rastreabilidade de informações de saúde, Dr. Quy Vo-Reinhard, era o favorito. Gina Contrino, desenvolvedora de frontend da Lisk, ficou em segundo lugar, seguida por Manon Burgel, diretor de operações da B2Expand.

Cidade A.M. relata a pesquisa sugere que as mulheres são menos propensos a sofrer de F.O.M.O. (medo de perder) e pensar estrategicamente ao investir em criptomoedas. Além disso, ao contrário dos homens que tendem a ser “lobos solitários”, as mulheres tendem a consultar seus amigos e familiares antes de tomar uma decisão final.

Esses números são surpreendentes, considerando relatos anteriores que sugeriam que os homens dominavam quase inteiramente o mercado de criptomoedas.

Brasileiras que investem em criptomoedas

No Brasil é crescente o número de mulheres que investem em criptomoedas e existe até uma página e grupo exclusivo para elas no Facebook, o “Mulheres que falam Bitcoin“. A Escola do Bitcoin cada vez incentiva e encoraja mais a participação feminina neste mercado 😉

Mulheres no Trading

Se você quer aprender mais e lucrar com Bitcoin, aproveitando a maior oportunidade financeira do século, recomendamos que faça o nosso curso de Trading Bitcoin. Temos tanto o nível Básico, quanto o nível Avançado.

Via: CCN.com

Deixe seu comentário